A 2ª Fanzinoteca do Mundo: foto de Marko Ajdaric newsletter
Por Marko Ajdaric http://www.neorama.com.br/
 
Depois de inúmeras gibitecas implantadas no Brasil, a cidade de São Vicente (SP) está criando aquela que pode ser considerada a 2ª fanzinoteca do mundo
 
A rigor, a primeira fanzinoteca do mundo é a Fanzinothèque de Poitiers, na cidade francesa que também abriga o parque futurista de ciências, o Futuroscope. A página eletrônica da Fanzinothèque de Poitiers pode ser acessada aqui.
 
A chamada Fanzinoteca da Casa da Xuventude de Ourense, sediada nesta cidade galega, é formada por 1.500 títulos de cerca de 30 países (inclusive do Brasil); mas na verdade, trata-se de um acervo físico, sem a catalogação dos fanzines (confira entrevista com seu idealizador). A Casa da Xuventude de Ourense é responsável, também, pela realização de 'Expofanzines' anuais, da Semana da Banda Deseñada e de bienais de caricaturas.
 
O primeiro grande passo para a constituição da Fanzinoteca de São Vicente acontece agora, em novembro, quando será realizada uma mostra nacional de fanzines em formato e abrangência inéditos: 205 fanzines estarão expostos; mas, diferentemente das mostras de fanzines já realizadas, na de São Vicente, cada um terá apresentação como numa galeria de artes: com luz direcional e moldura própria. Para além disso, está sendo confeccionado um catálogo da mostra, com tiragem inicial de 1.000 exemplares. O catálogo tem apresentação de Gazy Andraus e posfácio de Sonia M. Bibe Luyten.
 
Piter Yamaoka, responsável pela catalogação dos fanzines, se deu o trabalho de fazer uma tabulação da produção recebida. O dado mais interessante é que 40% da produção dos zines da mostra é feita por mulheres. 70% dos zines recebidos foram catalogados como mangás, 20% como sendo de heróis e cartuns, e 10% como 'outros'. A maior parte, como era de se esperar, é do estado de São Paulo, mas o Nordeste e o Sul do país também marcam uma forte presença.
 
A abertura da mostra aconteceu no dia 11 de novembro, às 19 horas; com vernissage e o lançamento do catálogo. Veja como foi.

A coordenação da mostra, dirigida por Fabio Tatsubô, planejou mais 2 eventos, para ampliar o alcance da exposição:

O lançamento do livro "Como Usar as Histórias em Quadrinhos na Sala de Aulaacontece no dia 17, com um debate com 4 dos autores: Angela Rama, Túlio Vilela, Paulo Ramos e Alexandre Barbosa.

No dia 24, acontece um grande debate, mediado pelo jornalista Paulo Ramos. Os debatedores serão ; Orlando Ribeiro Pedroso (presidente do Troféu HQ MIX , representado a Sociedade dos Ilustradores do Brasil), o cartunista de A Tribuna, jornal de Santos, Alex Ponciano; o pesquisador e fanzineiro Gazy Andraus; a fanzineira Elza Keiko, produtora do zine Orbital; a pesquisadora de mangás e quadrinhos, Sonia M. Bibe Luytene Marcelo Naranjo e Marko Ajdaric, representando o site de notícias Universo HQ. Todos estes eventos acontecem na Galeria de Artes do CCBEU (Rua João Ramalho, 378).

 
 
2 oficinas estão programadas: uma, para fanzineiros já 'profissionais', sobre anatomia de super-heróis com Ivan Reis - desenhista que faz o Super-Homem para a DC Comics- no dia 20, de 15 às 17 horas, no Cine 3D (Parque Ipupiara); e 2 para iniciantes, a cargo de André Prata, que já desenvolve trabalhos nesta área na cidade (especialmente em oficinas de mangás), e Emilio Baraçal, do site de quadrinhos e notícias A Arca.
 
Após o término da exposição, o acervo ficará disponível na Gibiteca Bigail, outro importante acervo do traço em São Vicente. A confirmação da 1ª fanzinoteca do Brasil deve acontecer pela apreciação dos vereadores da cidade de um projeto neste sentido. Espera-se que a Câmara confirme este presente para a Baixada Santista e para o Brasil.
 
Os próximos objetivos são a atualização anual do catálogo da fanzinoteca e a ampliação do convite - a partir de janeiro - para que fanzineiros do mundo todo enviem seus trabalhos. Ambas as iniciativas vão permitir a realização de pesquisas para que a produção do fanzine não se perca em sua efemeridade. Também para janeiro, está previsto que os produtores de e-zines (fanzines virtuais) comecem a ser catalogados e incorporados ao acervo. 
 
Para mandar seu fanzine, o endereço é Secretaria da Cultura de São Vicente, Rua João Ramalho, 988, Centro, São Vicente (SP).
CEP: 11.310-050
 
Telefone 0-13-34677015
 
A realização do evento é uma parceria entre as Secretarias da Educação e Turismo, com o apoio do Universo HQ, Associação dos Artistas - Música e Arte , Tico Toys - Brinquedos Educativos, HG Surf Kids e Vem Que Tem.
 
Para conhecer o que São Vicente tem feito pelo mundo do traço, consulte o acervo do Universo HQ.
 
ATENÇÃO:
1) Mais notas sobre a Fanzinoteca de São Vicente podem ser encontradas na página eletrônica da Associação dos Artistas
2) as atualizações e confirmações sobre o evento poderão ser acompanhadas em
http://www.neorama.com.br/fanzinoteca.htm